Contact Us

Use the form on the right to contact us.

You can edit the text in this area, and change where the contact form on the right submits to, by entering edit mode using the modes on the bottom right. 

           

123 Street Avenue, City Town, 99999

(123) 555-6789

email@address.com

 

You can set your address, phone number, email and site description in the settings tab.
Link to read me page with more information.

Página inicial

O WOOP é uma estratégia mental prática, acessível e baseada em evidências que as pessoas podem usar para descobrir e realizar seus desejos e mudar seus hábitos.

 
 

Mais de vinte anos de pesquisas mostram que o WOOP funciona. Conhecida cientificamente como Contraste Mental com Intenções de Implementação, a abordagem se mostrou efetiva em diversas faixas etárias e áreas da vida, ajudando as pessoas a alcançarem objetivos relacionados a saúde, carreira/acadêmico e relacionamentos interpessoais.

 

Saúde

 

  • O WOOP ajudou participantes de estudos a dobrar a quantidade de exercício físico regular realizado por um período de quatro meses. Também ajudou participantes de estudos a aumentar a ingestão de frutas e vegetais em 30% em um período de dois anos.  — Stadler, Oettingen, & Gollwitzer, 2009, 2010

  • O WOOP ajudou pacientes com dor crônica a se tornarem mais fisicamente ativos durante a reabilitação e pelos três meses seguintes. — Christiansen, Oettingen, Dahme, & Klinger, 2010

  • O WOOP ajudou pacientes sofrendo com diabetes tipo II a melhorarem seu autocuidado. — Adriaanse, De Ridder, & Voorneman, 2013

  • O WOOP é uma estratégia útil para facilitar o rastreamento do alvo para a depressão e pode ser um complemento útil para intervenções voltadas para a ativação comportamental. — Fritzsche, Schlier, Oettingen, & Lincoln, 2016

  • A estratégia WOOP aumentou a atividade física e a perda de peso dos pacientes com AVC ao longo de um ano. — Marquardt, Oettingen, Gollwitzer, Sheeran, & Liepert, 2017

 

Relações Interpessoais

 

  • O WOOP ajudou participantes de estudos a aumentar sua tolerância e responsabilidade social em relação a membros de grupos discriminados. — Oettingen, Mayer, Thorpe, Janetzke, & Lorenz, 2005

  • O WOOP ajudou participantes de estudos a reduzir comportamentos baseados em insegurança (por ex., bisbilhotar o histórico telefônico do parceiro) e aumentar o comprometimento em relacionamentos românticos. — Houssais, Oettingen, & Mayer, 2013

  • O WOOP levou participantes de estudos a criar soluções mais integrativas e se engajar em comportamentos mais justos em jogos de barganha. — Kirk, Oettingen, & Gollwitzer, 2013

  • Em seis estudos experimentais, a estratégia de autorregulação do contraste mental atenuou as emoções negativas provocadas por fantasias positivas sobre um passado contrafactual perdido, especificamente, desapontamento, arrependimento e ressentimento. — Krott & Oettingen, 2018

 

Realização Acadêmica

 

  • O WOOP aumentou em 60% os esforços de estudantes de colegial visando à preparação para exames padrozinados. — Duckworth, Grant, Loew, Oettingen, & Gollwitzer, 2011

  • O WOOP aumentou a frequência e as notas de crianças advindas de grupos desfavorecidos. — Duckworth, Kirby, A. Gollwitzer, & Oettingen, 2013

  • O WOOP melhorou o dever de casa de crianças com risco de TDAH. — Gawrilow, Morgenroth, Schultz, Oettingen, & Gollwitzer, 2013

  • Os participantes que completaram um pequeno exercício WOOP em uma questão acadêmica importante investiram duas vezes mais horas na programação do que os participantes do grupo de controle. — Oettingen, Kappes, Guttenberg, & Gollwitzer, 2015

  • O WOOP melhorou significativamente o aprendizado direcionado entre anestesistas prospectivos e pode ser uma estratégia útil para aumentar a aprendizagem auto-dirigida. — Saddawi-Konefka, Baker, Guarino, Burns, Oettingen, Gollwitzer, & Charnin, 2017

 
Translation from English: Henrique Galvão

Site Notice II Privacy Policy